Área do Assinante Online

  • Sexta-Feira, 24 de Outubro de 2014
  • Braço do Norte - SC
10 de Junho de 2011 - 08:06:14

Geral

Agrotóxicos x Agricultura orgânica

Os agrotóxicos são reagentes criados para as guerras, posteriormente adaptados para a agricultura, e no Brasil, incentivados pelo governo na década de 70. Hoje são sentidas as consequências do uso excessivo de agrotóxicos no meio ambiente, causando a poluição de rios, o empobrecimento do solo e graves riscos a saúde humana.

 

O uso desenfreado de agrotóxicos resulta em níveis severos de poluição e intoxicação humana, não só os agrotóxicos, mas também pelo uso de fertilizantes sintéticos, pela forma de extração onde são usados produtos químicos como o ácido sulfúrico; fora o descarte incorreto das embalagens. Uma proposta é a agricultura orgânica, que é o sistema de produção que não usa fertilizantes sintéticos, agrotóxicos, reguladores de crescimento ou aditivos sintéticos para alimentação de animais. O Brasil está se destacando como um grande produtor e exportador de alimentos orgânicos, hoje já com o apoio do governo.

 

O alimento orgânico é aquele que não sofreu adição de nenhum produto químico. Geralmente feita por agricultores familiares, oferecendo uma melhor qualidade de vida e uma melhor renda familiar quando trabalhado em cooperativas.  Em questões de saúde, além de serem mais nutritivos em comparação com os produtos convencionais, não possuem nenhum tipo de produto químico que possa ser nocivo.

 

A agricultura orgânica observa quatro fundamentos básicos:
1- Respeito à natureza: reconhecendo a dependência dos recursos naturais não renováveis;

 

2- A diversificação de culturas: que levam o cultivo de várias espécies para a formação de um ecossistema equilibrado para o controle de pragas, e alimentando a família com uma grande variedade de alimentos dispensando a sua compra;

 

3- O solo é um organismo vivo: o manejo correto do solo propicia oferta constante de matéria orgânica, a partir de técnicas como adubação verde, cobertura morta e compostos orgânicos fazem com que aumente o nível de fungos, bactérias, minhocas e de mais insetos, resultando em um solo mais fértil;

 

4- Independência do sistema de produção: por não haver necessidade de usar nem um tipo de insumo tecnológico e agroindustrial.  Faça a sua parte e seja um defensor da natureza.

 

Autor: Elton Laureth (Rio Do Poncho- São Bonifácio)
Colaboradores: Fernanda Heinzen (Rio São João- São Martinho); Alexandre Volster (Rio São João- São Martinho); Leandro Tavares (Rio Areia- São Martinho); Filemon Mendes da Silva (Termas Do Gravatal- Gravatal)

Comentários

Preencha os campos abaixo corretamente e aperte OK.
  • Um valor é requerido.
  • Um valor é requerido.Formato inválido.
  • Um valor é requerido.Um valor é requerido.O valor excedeu o número de caracteres.
  • CAPTCHA Um valor é requerido.
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!
  • Av. Felipe Schmidt, 2244 - Piso 2 - Sala 17
  • Centro - CEP 88750-000
  • Braço do Norte - Santa Catarina
  • CNPJ: 04.711.292/0001-21
  • FOLHA O JORNAL
Folha - O Jornal - Todos os direitos reservados © 2012
Siga-nos no Twitter