Área do Assinante Online

  • Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017
  • Braço do Norte - SC
02 de Agosto de 2016 - 10:04:30

Sartori

Edição 1319 - terça-feira

Cartilha verde

O governo central deve anunciar até setembro novas regras para o licenciamento ambiental, tirando o peso da Funai e Iphan nas decisões. Talvez, assim, nos livremos de sandices como as que ainda atrasam projetos importantíssimos para Santa Catarina, como o da Ferrovia Litorânea Sul, de Imbituba a São Francisco do Sul. Para que um túnel e um elevado de 800 metros não passem pela área de sua diminuta reserva localizada no Morro dos Cavalos, em Palhoça, a Funai quer a construção de um desvio de 66 quilômetros, dos quais 66 de túnel, o que encareceria a obra em R$ 12 bilhões. Este espaço relembra tal fato para demonstrar à opinião pública esclarecida o quanto são capazes alguns burocratas deste país.

 

Pira acesa

Permanece o mistério sobre quem vai acender a pira olímpica no dia 5, quando abrem os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Depois de Pelé, as apostam recaem sobre o iatista Torben Grael e o tenista catarinense Gustavo Kuerten, que será comentarista da Globo durante a competição. Se saberá o escolhido somente na última hora.

 

Criatividade política

É infinita a criatividade dos nossos políticos, para fazer média entre si, geralmente. É o que se pode dizer do projeto que pretende dar o nome do falecido senador Luiz Henrique da Silveira ao Código Florestal Brasileiro. Uma lei? Tomando-se tal referência, não será surpresa se aparecer na Assembleia Legislativa projeto para dar o nome do deputado Romildo Titon ao Código Florestal de Santa Catarina, do qual foi um dos maiores artífices. A propósito, depois que foi arrolado na operação “Fundo do Poço”, Titon, que sempre estava nas vitrines midiáticas, virou um zumbi no Legislativo estadual. Não passa nem perto da tribuna da Casa.

 

Pilula do câncer

Em seminário realizado sexta-feira na Assembleia Legislativa o pesquisador da fosfoetanolamina do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), Gilberto Chierice, fez um desabafo. “Me incomoda ouvir os órgãos médicos dizerem (posicionando-se contra os testes da substância) que estão protegendo a vida das pessoas. Quando falam que precisa de ciência, eu digo que sou cientista, publiquei 450 trabalhos científicos e orientei 80 teses. Nessas 80 teses surgiu a fosfoetanolamina. Não é uma ideia que surgiu em um botequim. É uma explicação que a ciência procura há muitos anos. Não sou charlatão nem pajé. Eu conheço ciência, trabalhei 50 anos em uma das melhores universidades do país. Nunca me neguei a discutir ciência, mas nenhum médico oncologista quer discutir comigo”. Recebeu calorosos aplausos.

 

Sem sucessão

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Santa Catarina (Fetaesc) diz que uma das maiores ameaças à produção agrícola do Estado é a falta de interesse dos mais jovens em permanecerem na atividade. Há 32 mil propriedades no Estado sem sucessão porque os filhos e filhas dos agricultores preferem deixar o espaço rural em busca de oportunidades na zona urbana. Uma primeira medida seria aumentar os pontos de venda direta de produtos agrícolas nas cidades.

 

Em casa

Até recentemente ouvia-se nas feiras livres a velha conversa como desculpa pelos preços altos: “Vem tudo de São Paulo, freguês”. No primeiro semestre de 2016 a produção catarinense respondeu por 47,06% das 172.276 toneladas de alimentos comercializados na Ceasa/SC, volume 5,34% maior do que no primeiro semestre de 2015.

 

Prescrição

O caso de uma auditora fiscal da Receita Federal que teve curso de especialização em Direito Tributário na UFSC pago pela administração pública, mas que nunca o concluiu, foi objeto de parecer da Advocacia Geral da União, emitido sexta-feira. Conclui que o prazo para a administração pública requerer reparação pelos danos patrimoniais causados por um ilícito civil prescreve em cinco anos. Ah é? Que o distinto contribuinte experimente atrasar um dia o pagamento de impostos para a mesma Receita Federal para ver o que acontece.

 

Intimidade exposta

Que amigos hein? Um trio de amigos vai ter que pagar R$ 50 mil a um ex-colega de trabalho por danos morais. Em certa noite, em encontro social, dois deles filmaram relação sexual do anfitrião com sua mulher, escondidos atrás das cortinas do quarto. Em seguida disponibilizaram as imagens em rede social. Devido à grande repercussão, todos foram demitidos da mesma empresa onde trabalhavam.

 

Prioridades

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tem reafirmado que as prioridades de votação na Casa, no retorno do recesso, a partir da próxima semana, serão o projeto de renegociação das dívidas dos Estados e a proposta de emenda constitucional que estabelece um teto para os gastos públicos. O primeiro tramita em regime de urgência e está pronto para análise do plenário O deputado Espiridião Amin (PP-SC) está à frente das negociações para o relatório que será submetido ao plenário. 

 

 

 

 


Comentários

Preencha os campos abaixo corretamente e aperte OK.
  • Um valor é requerido.
  • Um valor é requerido.Formato inválido.
  • Um valor é requerido.Um valor é requerido.O valor excedeu o número de caracteres.
  • CAPTCHA Um valor é requerido.
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!
  • Av. Felipe Schmidt, 2244 - Piso 2 - Sala 17
  • Centro - CEP 88750-000
  • Braço do Norte - Santa Catarina
  • CNPJ: 04.711.292/0001-21
  • FOLHA O JORNAL
Folha - O Jornal - Todos os direitos reservados © 2016
Siga-nos no Twitter