Área do Assinante Online

  • Sexta-Feira, 28 de Novembro de 2014
  • Braço do Norte - SC
22 de Março de 2013 - 10:24:54

Geral

Missa de Ramos abre a Semana Santa

Celebração marca o início da Semana Santa, que contará com cinco atos especiais até o domingo de Páscoa, 31. Valmira Della Giustina distribui ramos para os vizinhos e amigos

 

A nove dias para a Páscoa, a preparação para a Semana Santa, que tem início neste domingo, 24 de março, com a Missa de Ramos, é intensa. Até o domingo de Páscoa, 31, serão cinco celebrações especiais nas paróquias da região. Perto das comemorações, os moradores já providenciam os tradicionais galhos de ramos que serão benzidos durante a missa dominical.
Na manhã de quinta-feira, 21 de março, a braçonortense Valmira Della Giustina, 59, cortava os galhos  para a celebração que contará com a presença de toda a família neste domingo. Ela conta que costuma acompanhar todos os momentos da Semana Santa desde pequena, quando sua mãe incentivava os filhos a irem às missas. “O ramo é símbolo da caminhada de Jesus. Sempre participei das celebrações e hoje levo meu marido e filhos juntos comigo. Para mim é o encontro da multidão unida pela fé”, analisa a braçonortense.
O ritual de Valmira inicia dois dias antes da celebração, quando a mesma começa a distribuir os galhos para vizinhos e amigos. “Corto os galhos de ramos, limpo e deixo em frente a calçada para quem quiser pegar. Muitos não têm ramos em casa, e como o momento é de humildade, os ofereço. E após a celebração, também doo para quem não pode prestigiar o momento” comenta. 
A fé de Valmira pode ser exemplificada na tradição seguida pela família. A braçonortense, após ter os ramos benzidos, os coloca em um vaso e deixa em um ambiente da casa. “Dizem as histórias que eles afastam os males. Sempre deixo um na casa de praia também. No próximo ano, os galhos tem que ser renovados, então os queimo e espalho as cinzas no quintal de casa”, conta Valmira. 
Para o padre da Paróquia Nosso Senhor do Bom Fim, Lenoir Steiner Becker, a Semana Santa significa os últimos passos de Jesus e a celebração demonstra intensamente os momentos de vida, paixão, morte e ressurreição. A tradição dos ramos pode ser explicada pela aclamação do momento. “É um dia especial, todos adoram o Senhor que está entrando no seu ambiente. Ramos significa alegria, um dia de Glória”, explica.
De acordo com o padre, o momento é celebrado com a cor roxa, que significa penitência. “São dias de oração, reflexão e ação solidária. É oportuno para motivar mudanças. São muitas as tradições vivenciadas na Semana Santa, entre elas o jejum, ou o consumo de peixes na Sexta-feira Santa, que segundo o Cristianismo significa Cristo ressuscitado”, acrescenta. 
 
 
Movimentação é intensa no comércio
 
Símbolos da Páscoa, os ovos e o peixes apresentam grande procura nos supermercados nos dias que antecedem a Páscoa. Na tarde de quarta-feira, 20 de março, a agricultora Adriana Della Giustina aproveitada para fazer as compras no supermercado Colonial, em Braço do Norte. Entre os itens, os ovos de chocolate, um dos símbolos da Páscoa. Já o pescado, a família mesmo produz na comunidade de São José, onde moram. Mãe de duas filhas já adolescentes, Adriana conta que a tradição é mantida desde quando ela era pequena. “Aprendemos com nossos avós e pais a não comer carne vermelha na semana Santa e tentamos repassar isso aos nossos filhos também. Faz parte de nossa cultura religiosa e respeitamos esse momento”, salienta.
Segundo o sócio-proprietário do Colonial, Eduardo Rech da Silva, a venda destes produtos deve se intensificar ainda na próxima semana, já que o costume do brasileiro é deixar as compras para o último momento. “Para os ovos de Páscoa, estimamos o aumento de vendas de 20 a 30%. Já o comércio do pescado, ainda que pequeno, está dentro do nosso patamar”, analisa Silva.
O açougueiro Ademar Alves contabiliza que no ano passado as vendas do peixe tilápia chegaram a aproximadamente 300 quilos, e as expectativas são superar este número. “Há muita procura pelo peixe de água doce, e aqui, em uma dia, já vendemos quase 100 kg  deste pescado. Contudo, nos próximos dias a procura deve ser ainda maior”, analisa.
 
 
“Momento é de reflexão”, diz Padre Lenoir 
As celebrações da Semana Santa têm início neste domingo, 24 de março, com a celebração de ramos e termina no próximo dia 31, Domingo de Páscoa.
No domingo, às 07h50min a procissão inicia na frente do Hospital Santa Teresinha em direção à Igreja Nosso Senhor do Bom Fim. Já na quinta-feira Santa, 28 de março, há a missa de lava-pés e instituição da Eucaristia às 20h. Na Sexta-feira Santa, às 17h, caminhada até a capela Santa Augusta. No Sábado de Aleluia, a celebração tem início às 19h para bênção do fogo novo e da água batismal. E no domingo, 31, missa de Páscoa, encerrando a semana. Durante as celebrações, o grupo Divina Arte participará com a encenação da Paixão de Cristo.  “Na Semana Santa vivenciaremos o aprofundamento do mistério da vida. A Páscoa significa um dos fundamentos da Igreja, que é o Cristo vitorioso. É um momento de reflexão, assim como o objetivo da Quaresma, que oportuniza a repensar ações”, diz Padre Lenoir Steiner Becker.

Comentários

Preencha os campos abaixo corretamente e aperte OK.
  • Um valor é requerido.
  • Um valor é requerido.Formato inválido.
  • Um valor é requerido.Um valor é requerido.O valor excedeu o número de caracteres.
  • CAPTCHA Um valor é requerido.
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!
  • Av. Felipe Schmidt, 2244 - Piso 2 - Sala 17
  • Centro - CEP 88750-000
  • Braço do Norte - Santa Catarina
  • CNPJ: 04.711.292/0001-21
  • FOLHA O JORNAL
Folha - O Jornal - Todos os direitos reservados © 2012
Siga-nos no Twitter