Área do Assinante Online

  • Sábado, 20 de Dezembro de 2014
  • Braço do Norte - SC
02 de Outubro de 2012 - 17:32:00

Polícia

Professora é presa após agredir bebê

Em vídeo, mulher aparece dando tapa na cabeça e xingando a criança. Professora trabalhava em creche e pais realizaram denúncias contra ela

Caso ganhou repercussão nacional e outros pais procuraram a delegacia

Uma professora de 29 anos foi presa preventivamente em Tubarão na última segunda-feira, 01 de outubro. Hellen de Souza Cunha foi acusada de agredir um bebê de um ano e cinco meses. Em vídeo obtido pela Polícia Civil e divulgado em reportagem da Band SC, a professora aparece sacudindo, dando um tapa na cabeça e xingando a criança.

De acordo com o delegado Rubem Antônio Teston da Silva, as investigações contra a acusada começaram há uma semana e meia. A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso e o Conselho Tutelar receberam denúncias de pais contra a professora, que trabalhava no Centro de Educação Infantil Recife. Eles acusavam a mulher de castigo excessivo contra vários menores.

Em depoimento à polícia, a professora confirmou as agressões, e disse que bateu no menino por que estava sobrecarregada de trabalho. Além disso, ela reclamou do salário. Neste local, ela cuidava de 11 crianças. Após o início das investigações, os policiais conseguiram obter um vídeo e, analisando as imagens, foi concluído que as atitudes da mulher passavam de castigo e eram tortura.

Nesta terça-feira, após divulgação das imagens, outros pais procuraram a Delegacia de Polícia e relataram que já estavam desconfiados das atitudes da professora. O caso ganhou repercussão nacional.  Assista aqui a reportagem de Denise de Medeiros sobre o caso.


Comentários

Preencha os campos abaixo corretamente e aperte OK.
  • Um valor é requerido.
  • Um valor é requerido.Formato inválido.
  • Um valor é requerido.Um valor é requerido.O valor excedeu o número de caracteres.
  • CAPTCHA Um valor é requerido.
1 comentário(s).
Tenho pena desta moça por ter acabado com a vida tanto profisional quanto pessoal... mas ao mesmo tempo raiva, pois tenho filho pequeno também e que também frequenta creche, onde passa boa parte do dia lah.... e se isso acontecesse com meu filho não responderia pelo meus atos...denunciaria sim e queria o pior para ela...infelismente ela errou e não pensou no que poderia ocorrer, então se ela não pensou ela não tem conciencia e nem capacidade para atuar, um ser deste tipo tem que ficar enjaulada mesmo antes que possa destruir a felicidade de uma familia sonhadora, agora tem que arcar com as consequência......
  • Av. Felipe Schmidt, 2244 - Piso 2 - Sala 17
  • Centro - CEP 88750-000
  • Braço do Norte - Santa Catarina
  • CNPJ: 04.711.292/0001-21
  • FOLHA O JORNAL
Folha - O Jornal - Todos os direitos reservados © 2012
Siga-nos no Twitter